A evolução histórica dos sistemas operacionais

Durante a década de 40, os primeiros computadores digitais eletrônicos não tinham um sistema operacional e tudo tinha que ser feito na linguagem de máquina, um exemplo desses computadores foi o ENIAC (primeiro computador digital eletrônico). A primeira geração de computadores durou de 1946 até 1954.

Eniac foi o primeiro computador e ocupava uma sala.

Eniac foi o primeiro computador e ocupava uma sala.

Com a chegada da década de 50 e da segunda geração de computadores, o mundo também conheceu o primeiro sistema operacional, desenvolvido pela General Motors para o computador IBM 701. Os sistemas operacionais dessa geração rodavam apenas um programa (job) por vez e embora reduzisse o tempo de transição de um job para outro, frequentemente os programadores eram solicitados para controlar os recursos de entrada e saída, que na época era um trabalho lento, difícil e tedioso. Além disso, os SO exigiam que um job fosse carregado por inteiro na memória do computador, o que limitava os programadores a criar pequenos programas.

Com a chegada da década de 60 e a terceira geração de computadores, chegou também os sistemas operacionais com o compartilhamento de programas, dando início ao termo “multiprogramação”. Assim não era mais preciso rodar um programa por vez, mas já era possível usar a impressora e outros comandos ao mesmo tempo, por exemplo.

Na década de 60, os usuários precisavam interagir com o computador através do “terminal burro” (Dispositivos que exibiam uma interface ao usuário, mas não eram capazes de realizar nenhum processamento”). Nessa época também surgiu o conceito “sistemas de tempo real”, onde o principal objetivo sempre foi trazer informações em tempo real. Exemplo: Imagine uma refinaria de petróleo que alcança temperaturas enormes e qualquer descuido pode ocasionar uma explosão, esse caso precisa de um sistema em tempo real.

:: ::
O UNIX surge como o primeiro sistema operacional

O UNIX surge como o primeiro sistema operacional de alto nível.

O UNIX, primeiro sistema operacional a ser desenvolvido em linguagem de alto nível (Usou-se a linguagem C) surgiu na década de 60, o seu código teve como base o Multics. Seus criadores foram Ken Thompson, Dennis Ritchie, Douglas McIlroy e Peter Weiner.

Na década de 70, os computadores já vinham com os benefícios da multiprogramação, tempo compartilhado e aplicações em tempo real de gerações anteriores, mas foi o surgimento do protocolo TCP/IP que elevou o sucesso dos computadores, principalmente pelos militares e pelas universidades. Com o desenvolvimento do protocolo Ethernet, pelo centro de pesquisas da XEROX, ficou muito mais barato e fácil se conectar à rede através das redes locais (LANs). Os computadores dessa época vinham com itens voltados a redes e a segurança de informações.

Na década de 80, surgem os primeiros computadores pessoais, em 1982 a IBM lança o Personal Computer, dois anos depois foi a vez da Apple lançar o Macintosh. Nesse ponto se iniciava uma nova era digital, onde pessoas comuns e pequenas empresas podiam ter os seus próprios computadores.

Veja também: O que é um sistema operacional e um sistema computacional.

Com o surgimento das interfaces gráficas (GUI), qualquer usuário podia usar um computador sem precisar fazer um curso longo e tedioso. Para quem não se identificou com as palavras “interfaces gráficas”, nada mais é do que os ícones de programas, menus e janelas. Até então era necessário que o usuário usa-se o terminal de comandos para imprimir um arquivo, por exemplo. Com o surgimento da GUI, bastava que o usuário clica-se no ícone da impressora. Esse sistema foi desenvolvido pelo centro de pesquisas da XEROX, juntamente com o mouse.

Conforme os preços iam ficando mais baratos, o número de usuários conectados ia aumentando e a conexão em rede foi ficando mais prática e popular. Com isso, foram surgindo protocolos de correio eletrônico, transferência de arquivos e os bancos de dados.

Foi nessa época também que surgiu a computação distribuída, onde várias pessoas podiam fazer o mesmo trabalho em lugares e computadores distintos.

No Responses

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *